Machu Picchu reduzirá número diário de visitantes quando reabrir

O principal cartão postal do Peru, Machu Picchu, já está se adaptando à nova realidade de distanciamento social para quando reabrir as portas ao público. Sem data definida para a ocasião, o local vai receber, no máximo, 2.244 visitantes por dia, segundo informação do governo.

Antes da pandemia, o número chegava a 3 mil, e, na alta temporada, subia para 5 mil. O limite de visitas já havia sido sugerido às autoridades peruanas por especialistas internacionais, já que o turismo em massa estava desgastando bastante o local histórico, que detém a categoria de Patrimônio Cultural Mundial de 1983. É meio absurdo a gente pensar que pode ter gente capaz de deixar lixo ou cometer atos de vandalismo em um lugar que é até considerado sagrado, né? Mas…

O governo planejava reabrir Machu Picchu com acesso limitado no dia 1º deste mês, buscando reviver a economia e o turismo local. Porém, os planos precisaram ser mudados com devido à emergência sanitária do coronavírus, que trouxe consigo o natural medo de haver contágio nas populações vizinhas. Até o último dia 07/07, o Peru registrava mais de 309 mil casos de infecção pelo COVID-19 e 10.952 mortes.

Devido ao fechamento das fronteiras no país, o turismo em Cusco, que é a fonte de sustento de pelo menos 100 mil pessoas, entrou em colapso. Segundo o primeiro-ministro, Vicente Zeballos, o setor já registrou perdas de cerca de US$ 3,35 bilhões neste ano.

Ainda assim, o governo entendeu que, por enquanto, preservar as vidas e conter a disseminação do vírus é o mais importante a se fazer. Por aqui, a gente só torce para que tudo isso acabe o mais rápido possível e que o mundo volte a ser livre como antes. #IntoTheIndoors

 

Fonte: https://gooutside.com.br

×

Olá

Clique no nome do atendente para tirar suas dúvidas ou envie um email para:  [email protected]

×