Turismo de aventura pode crescer pós-pandemia

Se tem uma coisa que todos os estudiosos, cientistas, gregos e troianos concordam sem ressalvas é que a forma de viajar, definitivamente, vai passar por mudanças radicais quando a pandemia chegar ao fim. Um artigo da revista Outside Online dos EUA, reuniu diversos motivos para embasar o que ninguém poderia desconfiar: o turismo de aventura deve crescer depois da pandemia.

A primeira justificativa já vem pronta. As viagens de aventura, por sua própria natureza, são focadas em grupos pequenos, com destinos poucos turísticos e prefere sempre os espaços abertos. Ou seja, tá aí um roteiro que já segue algumas das restrições que futuramente nos serão impostas. E os motivos continuam:

Medo de locais com aglomeração de pessoas
As incertezas sobre o controle do vírus deixaram grande parte dos viajantes receosos quanto a conhecerem pontos turísticos famosos devido à concentração de pessoas. Segundo estudo, ainda em andamento nos EUA, mais de 50% dos norte-americanos descartam a ida a locais muitos populares, e preferem que seus destinos pós-pandemia sejam ambientes outdoor e em experiências com grupos pequenos.

Parques Nacionais devem ser os primeiros a reabrir
Por serem abertos e, normalmente, com pouca movimentação, os Parques Nacionais devem retornar às atividades antes que do que outros destinos turísticos. Em países como EUA, Austrália e Nova Zelândia, a tendência já começou a se concretizar, e aos poucos também chega ao Brasil, que vai abrindo as portas de algumas áreas de preservação.

Camping e roadtrips ganharão novos adeptos
Um estudo feito pela Kampgrounds of America, a KOA, identificou salto de 11% para 16% nas pessoas interessadas em acampar com suas famílias depois da pandemia, nos EUA. A pesquisa também revelou que 32% dos participantes que nunca acamparam antes, agora pensam que o momento será o ideal para ter a primeira experiência.
Já as viagens de carro, ou roadtrips, devem crescer porque, infelizmente, o setor aéreo ainda deve levar um bom tempo para retornar ao funcionamento normal. Isso significa que cair na estrada será a opção mais acessível – e talvez a única por um tempo.

Aventuras perto de casa
Já que as fronteiras para longas distâncias devem ficar fechadas por tempo indeterminado para frear a disseminação do vírus, os destinos mais próximos de casa devem ficar mais atraentes para o turismo. Segundo previsão de especialistas, a retomada do setor deve ser feita com viagens mais curtas de carro, a princípio, e depois pode avançar para viagens de avião dentro do próprio país.

Viajar vai mudar para melhor
Especialistas do setor do turismo acreditam que as viagens ganharão mais propósito e significado daqui em diante. Em um mundo pós-pandemia, eles garantem que o contato com o meio ambiente e momentos que reúnam pessoas que buscam trocar experiências sinceras, serão mais valorizados e inseridos no turismo. Muitas empresas, segundo os entrevistados, já estão analisando como podem se recuperar de maneira mais sustentável, já que a tendência agora é que os viajantes estejam mais conscientes do que nunca sobre seu impacto no planeta Terra.

E você, nosso bom e velho aventureiro de plantão, tá contando os dias para cair na estrada e ficar perto da natureza? Por aqui, seguimos esperando que dias melhores estejam por vir, e desejando que consigamos passar juntos por essa fase. #IntoTheIndoors

Fonte:

https://blog.thenorthface.com.br/dicas/entenda-a-importancia-de-usar-camadas-de-roupas-para-se-manter-aquecido-e-protegido/

https://umasulamericana.com/coronavirus-e-viagem/

 

×

Olá

Clique no nome do atendente para tirar suas dúvidas ou envie um email para:  [email protected]

×